Calendário 2018



Dia de São Turíbio de Mongrovejo próximos anos




23
Março de 2016 ( Quarta-feira ) - Dia de São Turíbio de Mongrovejo
23
Março de 2017 ( Quinta-feira ) - Dia de São Turíbio de Mongrovejo
23
Março de 2018 ( Sexta-feira ) - Dia de São Turíbio de Mongrovejo
23
Março de 2019 ( Sábado ) - Dia de São Turíbio de Mongrovejo
23
Março de 2020 ( Segunda-feira ) - Dia de São Turíbio de Mongrovejo

O Dia de São Turíbio de Mongrovejo é comemorado no dia 23 de março. O santo nasceu em Mayorga, na província de Valladolid, em 18 de novembro de 1538, e faleceu em Saña, no Peru, em 23 de março de 1606.

A vida de São Turíbio de Mongrovejo

Turíbio Alfonso de Mongrovejo era filho de uma família nobre, bastante rica, e fez seus estudos nas cidades de Salamanca, Valladolid e Santiago de Compostela. Sua formação foi em Direito e, na qualidade de advogado, participou a Inquisição Espanhola.

Sua participação no Tribunal da Santa Inquisição, no sul da Espanha, no entanto, não o desviou da retidão e da prática do bem, mantendo-se sempre honesto e justo.

Mesmo sendo um homem leigo, seu conhecimento em teologia e sua piedade fizeram com que fosse escolhido pelo Papa Gregório XIII para atuar como arcebispo, na capital do Peru, Lima, ainda uma colônia da Espanha no ano de 1580. Sua sagração foi consequência da indicação do rei Felipe II, que percebeu nele as qualidades para se tornar o pastor da América Espanhola.

O papa concedeu a Turíbio as ordens menores e, em seguida, foi ordenado sacerdote para receber a sagração episcopal, antes de assumir o seu posto na colônia espanhola dos Andes.

Desde o momento em que chegou ao Peru, demonstrou grande preocupação com a população indígena, tornando-se seu ferrenho defensor, fazendo tudo o que lhe cabia para amenizar a situação dos aborígenes.

Já sagrado bispo, Dom Turíbio chegou a Lima no ano de 1581 e seu zelo pelos índios adveio da extrema miséria em que estes viviam, sem direcionamento espiritual ou material, escravizados pelos espanhóis e obrigados às mais duras tarefas.

Seu primeiro impulso foi ajudar os miseráveis, aprendendo sua língua e buscando melhor comunicação com eles. Depois, começou a defendê-los dos colonizadores e de suas arbitrariedades, passando a apoia-los e evitando que fossem tratados como animais.

Suas atitudes fizeram com que os índios o respeitassem como grande líder e salvador, passando a ser venerado pelos agora fiéis católicos em que haviam se tornado. Os índios o viam como um defensor da justiça, um livrador dos opressores europeus.

Conseguindo o total apoio da comunidade indígena de Lima e região, Dom Turíbio conseguiu organizar inúmeras comunidades em sua grande diocese, passando a realizar assembleias e sínodos, reunindo todos os bispos que estavam ema atividade em toda a América Espanhola. Com seu trabalho conseguiu reverter a situação indígena, trazendo todos para o catolicismo e se tornando um ícone para essa população.

Durante seu arcebispado, Dom Turíbio chegou a realizar e coordenar dez concílios na diocese de Lima e três concílios provinciais, eventos que se tornaram o alicerce para montar uma grande estrutura organizacional da Igreja Católica em toda a América Espanhola. A organização montada por Dom Turíbio permanece até hoje.

O concílio mais importante em sua vida de religioso ainda é lembrado. Foi realizado no ano de 1582 e comparado ao famoso Concílio de Trento pela importância que teve para a religião na América Espanhola. Durante o concílio, segundo os historiadores, Dom Turíbio desafiou os espanhóis mais resistentes a aprender a língua dos índios para respeita-los como seres humanos.

Alguns anos antes de sua morte, em 1594, Dom Turíbio já havia percorrido mais de 15 mil quilômetros em suas missões através da América Espanhola, ensinando, pregando, convertendo, devolvendo a dignidade aos indígenas e aplicando os sacramentos. Segundo os livros paroquianos, Dom Turíbio administrou a crisma a pelo menos 60 mil indígenas, convertendo-os para o catolicismo.

Dom Turíbio também foi o responsável pela formação e pela administração da crisma a três cristãos do Peru que, depois de mortos, também foram canonizados: Santa Rosa de Lima, São Martinho de Porres e São Francisco Solano.

Entre os fatos que se destacam em sua administração está a fundação do primeiro seminário para a formação de padres nas Américas. No seminário foram formados inúmeros missionários, que ajudaram no processo de evangelização da América Espanhola.

Pouco antes de morrer, Dom Turíbio doou todos os seus bens, inclusive as roupas que cobriam seu corpo, deixando tudo para os pobres e para os que o ajudaram em suas tarefas de evangelização. Sua morte ocorreu na pequena cidade de Sanã e sua canonização foi celebrada pelo Papa Bento XIII, no ano de 1726.

Na mesma ocasião, o papa o declarou Apóstolo e Padroeiro do Peru.




Outras Datas Comemorativas

9
Janeiro - Dia do Astronauta
18
Fevereiro - Dia de Santo Simeão
28
Agosto - Dia dos Bancários
19
Fevereiro - Dia do esporte

Política Privacidade

CalendárioBr 2017 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!