Calendário 2017



Dia de São Roque próximos anos




16
Agosto de 2016 ( Terça-feira ) - Dia de São Roque
16
Agosto de 2017 ( Quarta-feira ) - Dia de São Roque
16
Agosto de 2018 ( Quinta-feira ) - Dia de São Roque
16
Agosto de 2019 ( Sexta-feira ) - Dia de São Roque
16
Agosto de 2020 ( Domingo ) - Dia de São Roque

O Dia de São Roque é comemorado no dia 16 de agosto em homenagem ao santo protetor contra pestes e epidemias e padroeiro dos inválidos e cirurgiões.

A vida de São Roque

Poucos são os fatos concretos registrados sobre São Roque. Tem-se como ano de nascimento 1295, com sua morte marcada em 1327. A maior parte dos seus dados biográficos sempre foi um mistério, inclusive seu nome verdadeiro, que é desconhecido.

Roch, que foi aportuguesado para Roque, teria sido o nome de sua família e não nome de batismo, havendo documentos sobre a existência de uma família com esse sobrenome em Montpellier, sua cidade de origem, na França.

A data de nascimento de São Roque varia, entre os estudiosos, entre 1295 e 1350 e de sua morte entre 1327 e 1390. Sua morte também não possui localidade certa, alguns afirmando ter sido em Montpellier, onde nasceu, enquanto outros afirmam ter sido na Lombardia. O que se sabe é que o santo morreu ainda jovem.

Conta-se que Roque era filho de um rico mercador, de nome João, que teria tido funções junto à administração da cidade de Montpellier. Sua mãe teria sido Libéria e o casal estava ligado às famílias importantes da cidade, sendo Roque herdeiro de uma grande fortuna.

De acordo com alguns estudiosos, Roque nasceu com um sinal em formato de cruz, de cor vermelha, sobre o peito, tendo sua mãe considerado que estava predestinado à santidade. Roque ficou órgão muito jovem, tendo sua educação sido confiada a um tio e teria estudado medicina em sua cidade natal, sem concluir os estudos, no entanto.

Os registros informam que Roque, desde muito cedo, levava uma vida ascética, praticando a caridade para com os pobres e carentes de sua cidade. Ao atingir a maturidade, decidiu distribuir todos os seus bens aos pobres, deixando apenas uma parte, que confiou ao seu tio, partindo depois para uma peregrinação a Roma.

Em viagem, chegando à cidade italiana de Acquapendente, próxima a Viterbo, encontrou a mesma tomada pela peste, possivelmente a Peste Negra de 1348, que assolou a Europa.

Ofereceu-se como voluntário para prestar assistência aos doentes, chegando a operar curas milagrosas, utilizando apenas um bisturi e o sinal da cruz.

Visitou em seguida Cesena e outras cidades vizinhas, como Mantova, Modena e Parma, além de diversas aldeias, sempre seguindo o foco da peste e procurando ajudar e curar os doentes, tornando-se conhecido como místico e taumaturgo.

Segundo os biógrafos, São Roque visitou Roma entre 1368 e 1371 e, na Cidade Eterna, rezava diariamente no túmulo de São Pedro. Em Roma continuou seu trabalho de cura das vítimas da peste.

Na viagem de volta a Montpellier, ao chegar em Piacenza, foi contaminado pela doença, fato que o impediu de continuar com sua obra assistencial. Para não contagiar outras pessoas, isolou-se na floresta próxima à cidade e, segundo a lenda, somente não morreu de fome por ter um cão que lhe trazia todos os dias, bebendo de uma fonte de água que nasceu misteriosamente próximo ao lugar em que ficava.

O proprietário do cão, Gottardo Palastrelli, tomou conhecimento de Roque e dos milagres que o cercavam, tendo o ajudado e sendo por ele convertido.

Roque foi curado milagrosamente e retornou a Montpellier, sendo preso e trazido à presença do governador que, segundo alguns biógrafos, poderia ser um seu tio materno, que afirmou não o conhecia. Considerado como espião, passou alguns anos na prisão até sua morte, abandonado e esquecido por todos, sendo apenas reconhecido após a morte pela cruz vermelha que trazia no peito.

Há outra versão sobre sua morte, situando-a em Angera, próximo ao Lago Maggiore, onde se afirma que foi preso pelo duque de Milão, acusado de ser espião enviado pelo Papa. Por se poder se livrar da acusação, morreu prisioneiro nessa cidade.

Embora não se tenha um consenso sobre sua morte, o que se mantém é que tenha morrido na prisão depois de alguns anos de encarceramento.

Sua fama de santidade logo se espalhou, principalmente em razão da cruz vermelha no peito, tendo devotos tanto no sul da França como no norte da Itália. A ele foram atribuídos inúmero milagres, passando a ser invocado nos casos de epidemias, tornando-se popular como protetor contra a peste.

O primeiro milagre atribuído a São Roque depois de sua morte foi a cura do seu carcereiro, que era coxo. Quando tocou com a perna no corpo de Roque, para ver se estava realmente morto, foi milagrosamente curado.

Embora não existam provas para consubstanciar o fato, afirma-se que ele tenha pertencido à Ordem Terceira de São Francisco. No sincretismo das religiões africanas, São Roque é venerado como Obaluaê.




Outras Datas Comemorativas

13
Dezembro - Dia do Marinheiro
17
Outubro - Dia do Eletricista
20
Agosto - Dia de São Bernardo
29
Junho - Dia de São Paulo
11
Agosto - Dia do Advogado
3
Fevereiro - Dia de São Brás
12
Março - Dia de Santa Serafina
29
Setembro - Dia do Anunciante

Política Privacidade

CalendárioBr 2017 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!