Calendário 2020



Dia de São Jerônimo Emiliano próximos anos




8
Fevereiro de 2018 ( Quinta-feira ) - Dia de São Jerônimo Emiliano
8
Fevereiro de 2019 ( Sexta-feira ) - Dia de São Jerônimo Emiliano
8
Fevereiro de 2020 ( Sábado ) - Dia de São Jerônimo Emiliano
8
Fevereiro de 2021 ( Segunda-feira ) - Dia de São Jerônimo Emiliano
8
Fevereiro de 2022 ( Terça-feira ) - Dia de São Jerônimo Emiliano

O Dia de São Jerônimo Emiliano é comemorado no dia 8 de fevereiro.

Jerônimo Emiliano nasceu em 1481, em Veneza, e faleceu em Somasca, no dia 8 de fevereiro de 1537, data em que é comemorado pela Igreja Católica.

O santo foi o fundador da Ordem dos Clérigos Regulares de Somasca, depois de ter abandonado a carreira militar para se dedicar ao serviço de atendimento a pobres e doentes e a ordem que fundou continua seu trabalho, prestando auxílio a órfãos e carentes.

Sua canonização aconteceu em 1767 pelo Papa Pio XI, que o considerou o padroeiro dos órfãos e dos jovens abandonados.

A vida de São Jerônimo Emiliano

Jerônimo Emiliano pertenceu a uma família nobre de Veneza, possuidora de grande riqueza e inúmeras propriedades na Itália. Tinha 3 irmãos, que ficaram órfãos quando Jerônimo contava 10 anos de idade.

Seguindo a carreira militar, aos 25 anos envolveu-se na guerra contra a Liga de Cambrai, sendo capturado e permanecendo em cativeiro em Castelnuovo, onde foi acorrentado pelos pés, com uma bola de pedra pendurada ao pescoço.

Na prisão fez uma promessa à Virgem Maria: caso fosse libertado, faria uma peregrinação penitencial. Sua biografia conta que, numa manhã, uma mulher, toda vestida de branco, apareceu e lhe deu as chaves das algemas e as portas da torre. 

Ao sair da prisão através do milagre, encontrou-se em meio ao exército inimigo, sem conhecer o caminho e, recorrendo novamente à Virgem, foi guiado até fora das muralhas da cidade. Retornando a Veneza, continuou servindo a República da cidade até o final da guerra.

Com a idade de 40 anos perdeu seus dois irmãos, que lhe deixaram os sobrinhos. Como não havia constituído família, Jerônimo passou a tomar conta das crianças. Ao mesmo tempo, também começou sua vida de caridade, consagrando-se à missão especial de compartilhar a vida com os pobres e montar uma comunidade para crianças órfãs.

Sua experiência espiritual desenvolveu-se junto á Irmandade do Divino Amor, um importante movimento reformista católico, tendo em sua companhia nomes conhecidos da Igreja, como Caetano Thiene e João Pedro Carafa, que se tornou o Papa Paulo IV.

Jerônimo passou por grandes transformações na irmandade, voltando-se para reflexões sobre a palavra divina, procurando entender sua ingratidão e se lembrando das ofensas cometidas contra Deus.

Conta-se que muitas vezes foi pego chorando, ajoelhado aos pés do crucifixo e pedindo que Deus não fosse seu juiz, mas sim seu salvador.

Para aliviar o sofrimento que lhe consumir o espírito, dedicava-se aos pobres, que eram alimentados e vestidos por Jerônimo, além de lhes oferecer hospedagem na própria casa.

Preocupava-se com os doentes e os atendia nos hospitais, sepultando os mortos à noite e, depois, preparando os pães que distribuía entre os pobres todas as manhãs.

Usou todo o dinheiro herdado da família nessa atividade, doando todos os bens e voltando-se especialmente para crianças órfãs e abandonadas.

Em 1537 foi vitimado pela peste, que se transformou em epidemia no Vale de São Martinho. Recolhido a um hospital em Somasca, faleceu na noite de 7 para 8 de fevereiro.

Alguns escritos sobre São Jerônimo Emiliano consideram que ele tenha sido sacerdote, embora não tenha sido ordenado. Jerônimo, como lembrou o Papa João Paulo II, foi um “leigo animador de leigos”. Ao mesmo tempo em que se dedicava aos carentes e órgãos, Jerônimo buscava reformar sua própria vida.

São Jerônimo Emiliano e sua ordem no Brasil

Na época da realização do Concílio Vaticano II, o Cardeal Dom Jaime Barros de Câmara, do Rio de Janeiro, convidou os Somascos para trabalharem numa missão em sua arquidiocese. Os primeiros Somascos a chegarem foram Heitor Giannella e Michele Pietrangelo, que deram entrada no Brasil em 14 de janeiro de 1962.

Os religiosos ficaram hospedados no Seminário São José, em Niterói, durante alguns meses e, em março de 1963 assumiram a Paróquia Cristo redentor, já contando com a presença de juniores da irmandade, Líbero Zappone e Marino Nati, que também vieram da Itália para espalhar os serviços da ordem pelo Brasil.

Atualmente, os Somascos são responsáveis por diversas paróquias, espalhadas por todo o território nacional, sempre atuando em favor dos pobres e crianças órfãs e abandonadas. 




Outras Datas Comemorativas

13
Fevereiro - Dia de São Martiniano
11
Dezembro - Dia de São Sabino
1
Novembro - Dia de Todos os Santos
21
Novembro - Dia da Homeopatia

Política Privacidade

CalendárioBr 2019 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!