Calendário 2020



Dia de São Gontrão próximos anos




28
Março de 2018 ( Quarta-feira ) - Dia de São Gontrão
28
Março de 2019 ( Quinta-feira ) - Dia de São Gontrão
28
Março de 2020 ( Sábado ) - Dia de São Gontrão
28
Março de 2021 ( Domingo ) - Dia de São Gontrão
28
Março de 2022 ( Segunda-feira ) - Dia de São Gontrão

O Dia de São Gontrão, ou Guntram, tem sua comemoração no dia 28 de março na Igreja Católica. 

O santo foi rei da Borgonha no século VI, tendo se tornado o senhor de um quarto do reino dos francos, fazendo de Órleans sua capital. É considerado o padroeiro dos divorciados, dos guardiões e os assassinos arrependidos.

A vida de São Gontrão

Gontrão nasceu possivelmente em 532, tendo falecido em 28 de março de 592. Seus país foram os reis Clotário I e Ingunda, que reinavam sobre os francos, na Borgonha.

Desde jovem, Gontrão sempre mostrou um amor fraternal, coisa que faltava a seus irmãos (ele era o terceiro de sua família). O primeiro, Cariberto I, reinou em Paris e o segundo, Sigeberto I, assumiu o reinado de Metz.

Um dos cronistas da época, Gregório de Tours, o chamou de bom rei Gontrão, mesmo que o rei tivesse vivido um tempo de intemperança, com várias incursões pelo casamento e com algumas atitudes consideradas não tão louváveis.

Segundo o cronista, Gontrão casou-se primeiro com Veneranda, uma escrava que pertencia a um servo, com quem teve um filho, Gunbodado. A seguir, casou-se com Marcatrude, com quem também teve um filho. Pretendendo que seu filho fosse o herdeiro, Marcatrude causou a morte de Gunbodado através de uma bebida envenenada.

No entanto, ela também perdeu seu filho, fazendo recair sobre si a ira do rei, por quem foi dispensada, morrendo não muito tempo depois.

Gontrão tomou uma terceira esposa, Austerchild (também chamada Bobilla), com quem teve dois filhos, Clotário e Clodomiro.

Em determinada época da vida, Gontrão finalmente se sujeitou ao remorso, arrependendo-se de seus pecados e, nessa reparação, orou e jejuou, oferecendo sua vida a Deus.

Em seu reinado, tendo governar o Estado através do princípios cristãos, sendo protetor dos oprimidos e cuidando dos doentes. Generoso com sua riqueza, não deixava faltar aos mais pobres, principalmente em tempos de escassez.

Com rigidez e justiça, Gontrão fez com que as leis fossem respeitadas, embora sempre estivesse pronto a perdoar as ofensas contra si mesmo, tendo, inclusive, passado por duas tentativas de assassinato.

Durante sua vida, construiu diversas igrejas e monastérios e o cronista Gregório de Tours relata diversos milagres realizados pela intercessão do rei, antes e depois de sua morte, afirmando ter testemunhado vários deles.

Seu irmão mais velho, Cariberto, morreu em 567 e suas terras foram divididas entre os irmãos sobreviventes, deixando Paris como uma cidade comum, compartilhada entre eles.

Teodechilda, viúva de Cariberto, propôs casamento a Gontrão, muito embora o relacionamento fosse considerado como ilegal e incestuoso. Diante disso, Gontrão abrigou a cunhada em um convento de freiras em Arles.

Seus filhos morreram em 577 e, para não ficar sem herdeiro, Gontrão adotou seu sobrinho que, no entanto, nem sempre provou fidelidade ao rei. Chiperico, em 581, tomou várias cidades de Gontrão e aliou-se ao irmão e pai, atacando Gontrão.

Como vingança, Gontrão invadiu as terras do sobrinho, levando a um período de guerras que só retornou à paz alguns anos depois.

As guerras, no entanto, não terminaram por aí. Gundovaldo, filho bastardo de Clotário I, autoproclamou ser rei e invadiu as cidades ao sul da Gália, pertencentes a Gontrão, que se viu obrigado a marchar contra ele. Os seguidores de Gundovaldo acabaram por entrega-lo a Gontrão, que o executou.

Gontrão ainda enfrentou tentativas de assassinato, lutou contra os bárbaros que ameaçavam seu reino e reprimiu um levante de uma sobrinha, Basina, obrigando-a a ficar detida num asilo de freiras.

Gontrão faleceu em 592, ficando o reino aos cuidados de seu filho adotivo, Childeberto II. Seu sepultamento ocorreu na igreja de São Marcelo, edificada por ele próprio em Chalon.

Desde sua morte, Gontrão foi proclamado santo pelos súditos. Seu crânio ainda está guardado na mesma igreja, embora suas cinzas tenham sido espalhadas pelos huguenotes no século XVI.




Outras Datas Comemorativas

28
Março - Dia do Diagramador
22
Fevereiro - Dia da Criação do IBAMA
26
Março - Dia do Cacau
1
Março - Dia de Santo Albino
29
Setembro - Dia do Petróleo
29
Junho - Dia do Pescador
21
Abril - Dia do Têxtil
20
Abril - Dia do Disco

Política Privacidade

CalendárioBr 2019 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!