Calendário 2020



Dia de São Cláudio Columbière próximos anos




15
Fevereiro de 2018 ( Quinta-feira ) - Dia de São Cláudio Columbière
15
Fevereiro de 2019 ( Sexta-feira ) - Dia de São Cláudio Columbière
15
Fevereiro de 2020 ( Sábado ) - Dia de São Cláudio Columbière
15
Fevereiro de 2021 ( Segunda-feira ) - Dia de São Cláudio Columbière
15
Fevereiro de 2022 ( Terça-feira ) - Dia de São Cláudio Columbière

O Dia de São Cláudio Columbière é comemorado no dia 15 de fevereiro em homenagem ao Padre Jesuíta, que desde cedo entregou sua vida a obra de Cristo, principalmente através dos seus sermões inflamados de louvor e Fé.

Desde seu nascimento em 1641, na França, Cláudio foi criado no convívio Cristão, ao ponto de sua mãe desejar que seu filho se tornasse Padre a serviço do trabalho missionário, talvez este desejo persuasivo o fizesse, de fato, logo estudar na Companhia de Jesus e posteriormente continuar seus estudos no Colégio Jesuíta de Lyon.

Decidido, Cláudio Columbière, com apenas 17 anos, entregou sua vida para servir a Deus, mesmo com toda sua timidez, apego familiar, atendeu seu chamado, ou vocação, como sua mãe dizia, e seguiu completamente entregue aos caminhos da religiosidade.

A sabedoria de São Cláudio Columbière.

Em 1660, Cláudio Columbière concluiu o curso de filosofia e começou a se preparar para o sacerdócio, mas já era notória sua grande capacidade para preparar sermões, motivo que o levou até Clermot, colégio conceituado de Paris, para além de continuar seus estudos, também dar aulas para os novos alunos.

Sua índole e dedicação religiosas também foram motivos para ser convidado a exercer o cargo de orientador dos jovens de Colberto. São Cláudio era admirado e recebido com honras na corte de Luis XIV, pois:

·   Era talentoso;

·   Educação exímia;

·   Sabia se relacionar, tanto com os mais humildes até a mais alta nobreza;

·   Era convicto e firme em seus propósitos, principalmente religiosos.

São Cláudio era ativo e sabia emitir opiniões. Quando foi ordenado em 1669, estava diante do mais tenro desafio, chamado de Escola do Afeto, que consistia essencialmente no desapego total e absoluto das coisas materiais e também sentimentos. Sem dúvida, uma proposta intensa para a vida, mas para São Cláudio Columbière, este seria o único modo de perfeita sintonia com Deus, por isso estabeleceu os princípios da Terceira Provação, como um ato necessário antes de aceitar a vida religiosa, que consistia no balanço profundo da vida e a partir dai:

·   Livrar-se de qualquer apego carnal e espiritual relacionado às relações humanas;

·   Somente a luz divina deverá guiar a vida religiosa;

Para o Padre Cláudio, este período trouxe consigo a purificação tão intensa, que ultrapassou as barreiras do amor próprio, consolidando a entrega total para a santificação, inclusive se afastando de todas as suas amizades.

A entrega total a perfeição para seguir a Deus

Quando São Cláudio completou 34 anos, aos 2 dias do mês de Fevereiro de 1675, foi promulgado solenemente o superior do Colégio Jesuíta de Paray-le-Monyal, e ali fez a diferença na vida de pessoas, como a irmã de fé Maria Alacoque.

O Padre Columbière encontrou em Maria Alacoque a força de fé mais extraordinária de sua vida, ambos construíram um novo tipo de sermão, onde se promulgava em primeiro lugar a coerência e a devoção.

A religiosa Maria Alacoque, também era uma pessoa abençoada, constantemente tinha visões do Sagrado Coração de Jesus e da Virgem Maria, e nessas visões recebia mensagens para entregar ao Padre Cláudio, que transformava em sermões.

São Cláudio Columbière e os sermões transformadores

O Padre Cláudio La Columbière foi um “grande transformador de almas”. O grande trabalho de conversão à Fé católica, durante o período do herege Cornélio Jansênio, no século XVIII, na França, deve-se ao Padre Cláudio, que fervorosamente:

·   Afirmava a Fé na Virgem Maria;

·   A devoção ao Sagrado sacramento.

Além disso, trabalhou para a comunidade católica, fundando a Congregação Mariana; estruturou o hospital para os carentes; proclamou a palavra Cristã as comunidades vizinhas.

Aos 41 anos de idade, no dia 15 de Fevereiro de 1682, o Padre Cláudio de La Colombière partiu desta vida para o encontro do seu amado pai.

Sua beatificação aconteceu em 1928, pelo Papa Pio XI, e como reconhecimento as obras, sermões e vida dedicada a promulgar os ensinamentos de Jesus, em 1992, foi beatificado pelo Papa João Paulo II.

Honestidade, intemerosidade e entrega são legados que São Cláudio deixou para o mundo, por isso, com respeito, todos os dias 15 de Fevereiro, devemos elevar nossas homenagens a São Cláudio Columbière. 





Política Privacidade

CalendárioBr 2019 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!