Calendário 2018



Dia de São Camilo de Lellis próximos anos




14
Julho de 2016 ( Quinta-feira ) - Dia de São Camilo de Lellis
14
Julho de 2017 ( Sexta-feira ) - Dia de São Camilo de Lellis
14
Julho de 2018 ( Sábado ) - Dia de São Camilo de Lellis
14
Julho de 2019 ( Domingo ) - Dia de São Camilo de Lellis
14
Julho de 2020 ( Terça-feira ) - Dia de São Camilo de Lellis

O Dia de São Camilo de Lellis é comemorado no dia 14 de julho. 

Elevado à condição de santo da Igreja Católica, nasceu em 25 de maio de 1550, em Bucchianico, e morreu em 14 de julho de 1614, em Roma, na Itália. Foi o fundador da Ordem dos Ministros dos Enfermos, os Camilianos e é considerado o santo protetor dos enfermos e dos hospitais.

Nascido em uma tradicional família italiana, Camilo chegou a ser militar, tendo sido expulso da tropa por causa de seu caráter: viciado em jogos, era levado para a vida profana, tendo decaído e perdido todos os seus bens.

Nessa situação, em que vivia mendigando pelas ruas, sentiu-se tocado pela graça divina, passando a vida a se dedicar aos doentes pobres nos hospitais e, em seguida, fundando a congregação dos Camilianos.

A vida de São Camilo de Lellis

Camilo de Lellis pertence à família de Teodoro de Lellis, tradicional teólogo e diplomata italiano que viveu no século XVI, mas fez sua própria história, deixando como testemunho a fé e a dedicação aos enfermos, que hoje é disseminada pelo mundo através dos Camilianos.

Na época do seu nascimento, a família Lellis trazia no seu histórico a virtude e a coragem do que haviam lutado nas Cruzadas. O seu nascimento veio para coroar o casamento de seus pais. Sua mãe o teve aos 60 anos, idade em que ainda não tinha conseguido dar um herdeiro à família.

Com 17 anos, Camilo se alistou como voluntário no exército de Veneza, época em que conviveu com o drama dos enfermos que agonizavam em hospitais e nas ruas. Também foi nessa época que passou a conviver com uma dolorosa úlcera no pé, ferida que o acompanhou até o final da vida. Depois de perder o pai, passou a viver a vida mundana.

Quando perdeu todos os bens nos jogos, sua vida mudou completamente. Estando doente, não conseguia lugar algum para se internar, situação que o levou a Roma, onde procurou o Hospital Santiago para tratar da ferida no pé direito. Como não tinha dinheiro para pagar o tratamento, ofereceu seus serviços, passando a trabalhar como enfermeiro.

Depois de cicatrizada a ferida, ainda sem recursos financeiros, alistou-se no exército para combater os turcos, conseguiu recuperar-se economicamente mas, novamente, voltou-se para os prazeres mundanos, perdendo novamente o que havia conseguido. Reduzido à miséria pela segunda vez, voltou para Nápoles, prometendo tornar-se religioso franciscano.

Pela terceira vez, um ano depois, esqueceu-se da promessa e mergulhou novamente nos jogos e na bebida, ficando na miséria. Retornou a Veneza, onde passou frio e fome, sem lugar para morar ou dormir. Num dos jogos, deu como pagamento a própria camisa e, depois de muito procurar, conseguiu abrigo no convento dos capuchinhos, momento em que se lembrou do voto de se tornar religioso.

Dessa vez, conseguiu se converter. Retornou ao Hospital Santiago, agora como mestre da casa e, apesar de doente, tratava de todos os enfermos. Em 1581, já com a saúde precária, resolveu tratar os enfermos gratuitamente, levado a isso pela exploração e falta de escrúpulos que via nos médicos.

No ano seguinte teve a inspiração de criar uma companhia de homens piedosos que aceitassem a missão de socorrer os enfermos sem preocupar-se com recompensas. O papa Sito V aprovou os regulamentos da Companhia dos Camilianos em 1586.

Camilo retornou aos estudos aos 32 anos, sob os cuidados de São Felipe Néri, conseguindo se ordenar sacerdote aos 34 anos. A Companhia dos Camilianos crescia rapidamente e se destacava pela caridade, sendo reconhecida como ordem religiosa em 1591, quando Camilo e seus companheiros fizeram sua profissão de fé, incluindo o quarto voto, de dedicação aos pobres, mesmo com o risco da própria vida.

Nesse período ocorreu a guerra na Hungria e os Camilianos tiveram seu primeiro trabalho como unidade médica de campo, cuidando dos feridos.

Dedicou-se o resto da vida aos doentes e, em 1607, não conseguindo mais trabalhar, renunciou ao cargo de superior geral da ordem que criara. Sua morte aconteceu em Roma, no dia 14 de julho de 1614, data em que é comemorado. 





Política Privacidade

CalendárioBr 2017 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!