Calendário 2020



Dia de Santo Inácio Láconi próximos anos




11
Maio de 2018 ( Sexta-feira ) - Dia de Santo Inácio Láconi
11
Maio de 2019 ( Sábado ) - Dia de Santo Inácio Láconi
11
Maio de 2020 ( Segunda-feira ) - Dia de Santo Inácio Láconi
11
Maio de 2021 ( Terça-feira ) - Dia de Santo Inácio Láconi
11
Maio de 2022 ( Quarta-feira ) - Dia de Santo Inácio Láconi

O Dia de Santo Inácio Láconi é comemorado no dia 11 de maio.

Santo Inácio Láconi tem seu dia comemorado no calendário litúrgico em 11 de maio na Igreja Católica. O santo sempre manteve o espírito franciscano, tendo se tornado exemplo de pobreza e de disponibilidade para atender os pobres e desamparados.

A vida de Santo Inácio Láconi

Francisco Inácio Vincenzo Peis nasceu como segundo filho de uma família de nove irmãos, na cidade de Láconi, na Itália, em 17 de novembro de 1701. Sua família era muito pobre, embora nela prevalecessem as virtudes cristãs, tendo os pais educado todos os filhos dentro dos preceitos da Igreja Católica.

Desde a mais tenra infância, Inácio mostrava forte vocação para a vida religiosa. Durante sua vida manifestou dons especiais de profecia, de cura e de forte carisma. Costumeiramente, praticava severas penitências, mas sempre mantendo o espírito alegre e sereno, buscando sempre ter a tranquilidade de uma vida cristã.

Antes de completar vinte anos, Inácio adoeceu gravemente, tendo quase morrido em duas ocasiões por conta da doença. Durante esse período, resolveu que iria seguir os passos de São Francisco de Assis, dedicando-se aos pobres e doentes, caso ficasse curado.

Conseguida a graça da cura, encaminhou-se para a cidade de Cagliari, tentando viver entre os frades capuchinhos no Convento do Bom Caminho. Em virtude de sua frágil saúde, no entanto, não foi aceito. Somente depois quando tinha 21 anos, totalmente recuperado, pode ingressar no convento e vestir o hábito dos franciscanos.

Frei Inácio passou 15 anos por diversos conventos. Depois desse período de peregrinação, foi enviado novamente para Cagliari, para o convento do Bom Caminho, onde permaneceu definitivamente. Suas funções eram confeccionar os hábitos para os religiosos e, a partir de 1741, pedir esmolas pela cidade, um ofício considerado de grande importância e responsabilidade entre os Capuchinhos.

Mais velho, ficou encarregado da portaria, função que desempenhou até sua morte. Mantinha sempre o verdadeiro espírito franciscano, dando exemplo vivo de pobreza, embora mantendo sempre total disponibilidade para com os pobres, os doentes físicos e mentais e os desamparados, atendendo da mesma forma tanto virtuosos cristãos como conhecidos pecadores, muitos dos quais conseguiu trazer para o caminho cristão.

Cagliari e o Convento do Bom Caminho foram, portanto, durante mais de 40 anos, o seu campo de trabalho, onde pôde realizar seu apostolado, desenvolvido sempre com intenso amor entre os pobres e os pescadores da região.

Já em vida era venerado como santo pelo encanto de suas virtudes e pelos milagres que conseguia realizar, sendo chamado por todos de Padre Santo, sendo reconhecido até mesmo pelo pastor protestante, José Fues, que o admirava e que ofereceu um testemunho sobre sua vida e atuação.

Frei Inácio tornou-se, com o tempo, uma figura típica da cidade, praticamente insubstituível na Sardenha que, àquela altura, estava sob o domínio da casa de Savoia. Ele caminhava pelas ruas, pedindo esmola nos bairros pobres, ao longo do porto, nas lojas e nas tavernas.

No entanto, ao mesmo tempo em que pedia, também ofertava esmola aos que precisavam. Enquanto conseguia meios para manter o convento, atendia quem o procurava, sempre com um exemplo, uma boa palavra, uma conselho ou uma recomendação.

Conhecido e admirado por todos, viu nascer a veneração entre as crianças, filhos das crianças de quem cuidara anos antes. Seu jeito de viver não mudou, sempre atento à sua missão, agindo com a mesma humildade e caridade, com simplicidade e bondade.

Em 1779, Frei Inácio perdeu a visão, passando os últimos anos de sua vida em intensa oração, até o dia de sua morte, em 11 de maio de 1781, contando já 80 anos. Foi canonizado no Vaticano por Pio XII em 21 de outubro de 1951.




Outras Datas Comemorativas

20
Abril - Dia do Disco
16
Setembro - Dia de São Cornélio
2
Novembro - Dia de Finados
28
Fevereiro - Dia da Ressaca

Política Privacidade

CalendárioBr 2019 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!