Calendário 2019



Dia de Santo Albino próximos anos




1
Março de 2017 ( Quarta-feira ) - Dia de Santo Albino
1
Março de 2018 ( Quinta-feira ) - Dia de Santo Albino
1
Março de 2019 ( Sexta-feira ) - Dia de Santo Albino
1
Março de 2020 ( Domingo ) - Dia de Santo Albino
1
Março de 2021 ( Segunda-feira ) - Dia de Santo Albino

O Dia de Santo Albino é comemorado no dia 1º de março.

Santo Albino, também conhecido como Albino de Vannes, tem sua comemoração na Igreja Católica no dia 1° de março, dia de sua morte. Albino foi um monge na Bretanha, no século V da Era Cristã.

A vida de Santo Albino

Albino nasceu em Vannes, na Bretanha, norte da França, no ano de 469, filho de uma nobre família cristã. Desde sua infância mostrou grande inteligência, piedade e generosidade, virtudes praticadas por sua família e, principalmente, por sua mãe.

Quando na adolescência, manifestou sua vocação religiosa e, aos vinte anos, tornou-se monge, sendo ordenado no Mosteiro de Tintilante. Com apenas 25 anos tornou-se abade no mesmo mosteiro, tornando-o conhecido pelas suas atitudes e pela religiosidade.

O ambiente em que residia também era conhecido como Mosteiro de Nossa Senhora de Nantili e, ali, Dom Albino, como era chamado pelos monges e pela população, exerceu o seu ministério como abade até os 50 anos.

Sempre mantendo-se fiel à vocação, praticava a caridade fraterna, pregava a doutrina sobre os sacramentos e sempre se manifestava com relação às tradições cristãs. Era conhecido e visto como pai e irmão dos mais pobres, dos perseguidos e dos prisioneiros e, em virtude de sua vida cheia de santidade, tornou-se bispo de Angers, eleito pelo povo e pelos padres.

Em seu tempo como bispo sua principal luta foi pela transformação dos costumes regionais bretãos. A população tinha como costume contrair casamentos entre membros da própria família, com os homens tomando para esposa tanto irmãs quanto as próprias filhas.

Dom Albino, para mudar a situação, convocou dois concílios regionais em Órleans, em 538 e em 541 e participou ativamente dos dois, chegando a colocar em risco a própria vida, já que muitos poderosos não queriam abrir mão do costume de casamentos incestuosos.

Seu intento foi coroado de êxito, conseguindo reduzir drasticamente o costume regional, gerando um grande salto para a sociedade da época.

Entre os milagres que a tradição conta sobre Santo Albino surge a libertação de uma mulher, chamada Etheria, prisioneira a mando do rei Childebert em razão de suas dívidas para com o Estado. Ao visitá-la na prisão, Albino a viu prostrar-se aos seus pés, implorando sua ajuda. Um dos guardas ameaçou tirá-la a força e Dom Albino, apenas com um sopro, livrou Etheria das mãos do guarda.

Outro de seus milagres ocorreu ao passar próximo da torre de prisão de Angers, onde ouviu gritos e gemidos, denunciando o terrível sofrimento dos prisioneiros ali encarcerados.

Dom Albino buscou intercessão junto ao juiz da cidade, pedindo pela libertação dos presos que podiam ser soltos e que fosse mantido o devido respeito aos que deviam continuar prisioneiros.

Como o magistrado se recusou a atendê-lo, Dom Albino retornou à prisão e ficou rezando durante algumas horas. Após isso, um grande deslocamento de terra derrubou completamente a torre, liberando os prisioneiros.

Livres da prisão, todos seguiram Dom Albino à igreja de São Maurício, onde se estabeleceram e transformaram suas vidas, seguindo a orientação de Dom Albino e se tornando cristão exemplares.

Os milagres de Dom Albino também incluíram diversas curas. Uma vez, dele se aproximou um homem sofrendo terríveis dores nos rins. O homem se ajoelhou em frente a Dom Albino, implorando sua benção. Dom Albino, que não se recusava a orar pelos humildes, impôs suas mãos sobre o homem, abençoando-o. O homem, imediatamente, expeliu um cálculo renal, ficando curado.

Essa cura tornou Dom Albino o santo protetor dos que sofrem de doenças renais.

Dom Albino morreu no dia 1° de março de 550. Seu funeral foi grandioso, tendo sido sepultado na igreja de São Pedro, em Angers. Em razão de sua fama de santidade e do grande prestígio mantido entre o povo, a ele foi dedicada uma igreja, em 556, onde foi construída uma cripta.

Seu corpo foi levado para a igreja e, com o tempo, ao lado da mesma, seus seguidores construíram um mosteiro beneditino. A devoção ao santo, em pouco tempo, espalhou-se por toda a Europa. 





Política Privacidade

CalendárioBr 2018 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!