Calendário 2020



Dia de Santa Liduína próximos anos




14
Abril de 2018 ( Sábado ) - Dia de Santa Liduína
14
Abril de 2019 ( Domingo ) - Dia de Santa Liduína
14
Abril de 2020 ( Terça-feira ) - Dia de Santa Liduína
14
Abril de 2021 ( Quarta-feira ) - Dia de Santa Liduína
14
Abril de 2022 ( Quinta-feira ) - Dia de Santa Liduína

O Dia de Santa Liduína é comemorado no dia 14 de abril em homenagem à padroeira dos doentes incuráveis.

Liduína nasceu no ano de 1830, na Holanda. Sua família era muito pobre e muito religiosa, e até mesmo nos momentos de dificuldade todos tinham o hábito de realizar a caridade. E foi justamente essa caridade que transformou a vida da pequena Liduína, que desde criança já procurava alimentos e roupas para partilhar com os pobres e doentes da sua região.

Durante toda a sua infância e até a metade da sua adolescência, Liduína era uma menina como outra qualquer de sua região. A única diferença ficava realmente na sua devoção em realizar a caridade. Todavia, quando a jovem completou quinze anos de vida, um evento mudou a sua vida para sempre.

No inverno de sua região, era muito comum as pessoas patinarem no gelo como uma forma de lazer. Em um desses dias comuns, um de seus amigos que estava patinando acabou perdendo o controle em uma descida e se chocou com Liduína. O resultado do acidente foi a sua quase morte e uma série de lesões que iria carregar por toda a vida.

Como sua família era muito pobre, o tratamento não pode ser realizado da forma adequada. Inclusive, os médicos acreditavam que eles não seriam capazes de curar a jovem que sofria deste terrível acontecimento. O resultado foi que a jovem acabou permanecendo em sua cama.

De acordo com os anos que se seguiram, seu quadro permaneceu estável. Porém, em certo dia, o Padre João, que já sabia do que havia acontecido, foi em seu auxílio. Nessa ocasião, Liduína pode conversar com o sacerdote que muito lhe explicou sobre Deus e sobre os frutos que ela poderia colher mesmo em seu momento de dor e desespero.

Após essa conversa, a jovem ofereceu seu martírio para a salvação das pessoas, e em troca ela apenas pediu um sinal divino para ter certeza de que este deveria ser o seu caminho. Após essa pergunta, Liduína ficou iluminada por uma hóstia sagrada que apareceu em sua frente em meio a conversa - esse era o sinal que ela procurava.

Daquele momento em diante, ela nunca mais pediu o alívio da sua dor e do seu sofrimento. Em troca, ela pedia para que Deus lhe desse amor para sofrer pela conversão dos pecadores.

Durante seus anos a cama, ela acabou recebendo o dom da profecia e também o dom da cura pela oração. Ela curava os enfermos e todos os seus dons divinos eram sempre um motivo de alegria para que ela continuasse com a sua luta.

Doze anos após esses acontecimentos, a jovem passou a receber mensagens do próprio Deus e da Virgem Maria, que por vezes iriam ajudá-la a continuar firme em seu caminho.

O dia de sua morte aconteceu no dia 14 de abril de 1433, e o maior milagre que ela pode presenciar em sua vida foi a sua capacidade de ficar sem alimentar por praticamente todos os anos de sua vida após a sua enfermidade. Ela se alimentava apenas da Sagrada Eucaristia e das orações que fazia para Deus.

Apesar do seu sofrimento em vida, sua morte foi serena. De acordo com a tradição católica, Liduína, antes de morrer, pediu para que sua casa fosse transformada em um hospital para os pobres com doenças incuráveis, e pouco tempo depois seu desejo foi realizado pelo padre.

As informações sobre a sua canonização não são conhecidas. Mas desde o dia de sua morte ela é considerada a padroeira dos doentes incuráveis. O dia de sua festa em sua comemoração acontece no dia de sua morte. 





Política Privacidade

CalendárioBr 2019 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!