Calendário 2020



Dia de Santa Gianna Beretta Molla próximos anos




28
Abril de 2018 ( Sábado ) - Dia de Santa Gianna Beretta Molla
28
Abril de 2019 ( Domingo ) - Dia de Santa Gianna Beretta Molla
28
Abril de 2020 ( Terça-feira ) - Dia de Santa Gianna Beretta Molla
28
Abril de 2021 ( Quarta-feira ) - Dia de Santa Gianna Beretta Molla
28
Abril de 2022 ( Quinta-feira ) - Dia de Santa Gianna Beretta Molla

O Dia de Santa Gianna Beretta Molla é comemorado em 28 de abril, dia da sua morte.

A vida de Santa Gianna Beretta Molla

Em 4 de outubro de 1922 nasceu Gianna Beretta Molla em Magenta, uma cidade que fica próxima a Milão. Foi a décima de um total de treze filhos de Alberto e Maria De Micheli.

Desde criança, Gianna estava aberta à fé, assim como a todos os valores cristãos que os seus pais lhe ensinaram. Ela cresceu ouvindo dos pais que a vida era um dom divino e maravilhoso de Deus.

Foi justamente este exemplo que ela teve em casa que a levou a confiar em Deus e a se tornar inteiramente consciente da necessidade e da eficácia da oração em sua vida.

·   A infância e juventude de Gianna

Com cinco anos, Gianna fez sua primeira comunhão. Esse foi um momento de grande importância para sua vida. A partir dessa comunhão, ela frequentemente tomou a Santa Comunhão, o que se tornou uma fonte de luz ao longo de toda a sua infância e juventude.

Com o passar dos anos, vieram muitas dificuldades e entre elas a morte de seus pais, mas Gianna continuou forte graças ao apoio que recebeu de sua profunda vida espiritual.

Nos anos de ensino médio e superior, ela foi uma excelente aluna. Sempre buscou estar vivendo sua fé com generosidade e estava aberta para ajudar e acolher os necessitados.

·   Sua missão como médica e seu amor pela vida

Em 1949, formou-se em medicina na Universidade de Paiva. No ano seguinte, abriu uma clínica medica e continuou seus estudos na Universidade de Milão, onde fez especialização em medicina pediátrica.

Para Santa Gianna Beretta Molla, ser médica não era apenas uma profissão, mas uma vocação. Ela passou a usar das suas duas vocações (profissão e fé), para ajudar os necessitados através da Ação Católica.

Com o passar dos anos, ela expressou cada vez mais o seu grande amor pela vida e criação de Deus através da música, da pintura, da pratica de alpinismo e esqui.

·   Gianna em busca da sua vocação: casamento e família

A Santa Gianna Beretta Molla orou e pediu orações de outras pessoas para ajudá-la a descobrir o que Deus tinha guardado para ela, ou seja, qual era a vocação da sua vida.  Em princípio, ela pensou que poderia ser uma missionária no Brasil e ajudar seu irmão, o padre Alberto, que era um médico missionário que atuava no Grajau.

Mais tarde, Gianna sentiu que Deus a chamou para a vocação do matrimônio e ela seguiu esta escolha com fé, entusiasmo e desejo de cumprir a vontade de Deus e formar uma verdadeiramente família cristão.

Em 24 de setembro de 1955, Gianna cumpriu seu chamado e se casou na Basílica de São Martinho com Pietro Molla, em Magenta. Ficou encantada com a vida de esposa e se tornou uma mulher cada dia mais feliz.

Em novembro de 1956, deu luz a Pierluigi, seu primeiro filho. No ano seguinte, nasceu Mariolina, em dezembro 1957, e logo depois Laura, em Julho de 1959.

Gianna sabia como equilibrar seus deveres como mãe, esposa e médica. Tinha um grande amor pela vida e foi uma mãe feliz com os seus filhos.

Em setembro 1961, a Santa Gianna Beretta Molla estava grávida de dois meses, quando começou a enfrentar dor e sofrimento, pois ela foi diagnosticada com um tumor benigno no útero.

Mesmo sabendo que a gravidez implicaria grandes riscos para a sua vida, ela buscou com os médicos uma forma de salvar a vida do bebê que estava na sua barriga, para ela a prioridade era a vida que estava dentro dela.

Durante essas provações, ela nunca parou de orar e confiar na Providência de Deus e, graças à sua força e fé, a vida do bebê foi salva. Em 21 de abril de 1962, Gianna Emanuela nasceu por cesárea em um hospital em Monza.

Imediatamente após a operação, o estado geral de Gianna começou a piorar. Teve febre alta e dores abdominais terríveis causadas por peritonite séptica. Apesar dos esforços humanos, suas condições pioravam a cada hora.

Em 28 de Abril de 1962, ao amanhecer, ela foi levada de volta para a casa da família, onde morreu às oito da manhã daquele mesmo dia. Ela tinha 39 anos e foi enterrada no cemitério de Mesero, situado na terra natal de seu marido Peter.

Gianna logo se tornou conhecida pela santidade da sua vida e seu último gesto de grande amor, onde não médio esforços para salvar o seu bebê.

·   A beatificação e a canonização de Gianna

Gianna, em 24 de abril de 1994, foi proclamado Beata pelo Papa João Paulo II. Em 16 de maio de 2004, foi canonizada. Sua festa é comemorada no dia da sua morte, como já dito no início desse artigo. 





Política Privacidade

CalendárioBr 2019 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!