Calendário 2019



Dia de Nossa Senhora do Carmo próximos anos




16
Julho de 2017 ( Domingo ) - Dia de Nossa Senhora do Carmo
16
Julho de 2018 ( Segunda-feira ) - Dia de Nossa Senhora do Carmo
16
Julho de 2019 ( Terça-feira ) - Dia de Nossa Senhora do Carmo
16
Julho de 2020 ( Quinta-feira ) - Dia de Nossa Senhora do Carmo
16
Julho de 2021 ( Sexta-feira ) - Dia de Nossa Senhora do Carmo

O Dia de Nossa Senhora do Carmo é comemorado pela Igreja Católica no dia 16 de julho. O título de Nossa Senhora do Carmo é proveniente do Monte Carmelo, em Jerusalém, um lugar sagrado tanto para os judeus quanto para os católicos, já que é o monte onde o Profeta Elias comprovou a existência e a presença de Deus para os judeus.

Foi no Monte Carmelo que Elias pediu a Deus a destruição de 450 sacerdotes pagãos e de 400 profetas dos bosques, que veneravam o deus pagão Baal, fazendo descer dos céus um fogo devorador, que exterminou a todos. Também foi ali que o mesmo Profeta Elias implorou a Deus uma chuva redentora, depois de uma seca de mais de 3 anos, conforme o Antigo Testamento.

A palavra Carmelo, em hebraico, significa Vinha do Senhor, de “carmo”, que significa vinha, e de “elo”, proveniente de “eloi”, ou senhor. Foi no Monte Carmelo que nasceu a veneração à Maria, mãe de Jesus, levando o título de Nossa Senhora do Carmo.

Como surgiu a veneração à Nossa Senhora do Carmo

Também chamada de Nossa Senhora do Monte Carmelo, Nossa Senhora do Carmo é um título que nasceu com o propósito de lembrar o convento construído em homenagem a Maria nos primeiros séculos do cristianismo

O culto à Nossa Senhora do Carmo tem como principal característica o uso do Escapulário do Carmo, um símbolo que representa a consagração dos devotos à Virgem, permanecendo a serviço de Deus e recebendo graças e indulgências, com todos os benefícios espirituais dos devotos da Virgem Maria.

O Escapulário do Carmo é um sinal da aliança com a Virgem Maria, tendo surgido no século XII. De acordo com a tradição, em 16 de julho de 1251, Simão Stock, depois canonizado, solicitou ajuda à Nossa Senhora para solucionar problemas da Ordem do Carmo, da qual era o Prior Geral.

Enquanto rezava, Nossa Senhora apareceu à sua frente trazendo o Escapulário e o oferecendo para a Ordem, mandando a Simão que fizesse dele o sinal especial da aliança entre os devotos e a Virgem, garantindo que quem morresse com o Escapulário em seu poder não padeceria no inferno.

O Escapulário, a partir daí, tornou-se um símbolo de salvação para os católicos, trazendo amparo e proteção contra os perigos materiais e espirituais.

Para os católicos, o Escapulário representa a túnica de Jesus, uma peça que, segundo a tradição, tinha altíssimo valor por não possuir qualquer costura e por ser sido tecida pelas mãos da Virgem Maria.

Com o tempo, o símbolo tornou-se o sinal de aliança com Nossa Senhora do Carmo, trazendo para a devoção católica a proteção igual àquela dada por Maria a Jesus, revestindo também os católicos como filhos adotivos.

Nossa Senhora do Carmo ao longo do tempo

Desde sua fundação, os Carmelitas agremiaram a devoção dos católicos, leigos ou não, difundindo o Escapulário por todo o mundo e se tornando uma das devoções mais difundidas no catolicismo.

A fundação do Convento do Carmo ocorreu em 93 depois de Cristo, através de uma capela em louvor à Virgem Maria, tendo permanecido como local de peregrinação para monges e religiosos em geral.

Expulsos de Jerusalém pelos muçulmanos no século XII, os carmelitas construíram o primeiro convento na França, dirigidos por São Bertoldo, criando também a reconhecida Ordem de Nossa Senhora do Carmo. Como é proveniente do monte Carmelo, a Ordem dos Carmelitas também tem como seu patrono o Profeta Elias.

Da França, a Ordem dos Carmelitas se expandiu para toda a Europa, chegando até a Inglaterra. Sofrendo por perseguições internas e externas, Simão Stock pediu a ajuda da santa, que lhe entregou o Escapulário, objeto que serviu para manter a união entre os monges e fazendo com que a Ordem se espalhasse pelo mundo.

O Escapulário tornou-se o símbolo oficial de Nossa Senhora do Carmo através do Papa Pio XII, que recomendou a devoção a esse que é hoje o símbolo da proteção da Virgem Maria a todos os católicos. 




Outras Datas Comemorativas

13
Julho - Dia do Cantor
4
Agosto - Dia do Padre
3
Maio - Dia do Sertanejo
3
Maio - Dia do Solo

Política Privacidade

CalendárioBr 2018 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!