Calendário 2017



Dia de Santo Estevão próximos anos




26
Dezembro de 2016 ( Segunda-feira ) - Dia de Santo Estevão
26
Dezembro de 2017 ( Terça-feira ) - Dia de Santo Estevão
26
Dezembro de 2018 ( Quarta-feira ) - Dia de Santo Estevão
26
Dezembro de 2019 ( Quinta-feira ) - Dia de Santo Estevão
26
Dezembro de 2020 ( Sábado ) - Dia de Santo Estevão


O Dia de Santo Estevão é comemorado no dia 26 de dezembro pela Igreja Católica Romana e no dia 27 de dezembro pela Igreja Católica Ortodoxa. Por ser o primeiro mártir do cristianismo, seu nome está listado entre os denominados Setenta Discípulos. 

Santo Estevão é considerado o primeiro mártir da história do cristianismo, elevado à categoria de santo desde os primórdios da Igreja e passando a ser venerado como mártir pelas igrejas católica, ortodoxa e anglicana.

O nome Estevão vem de sua origem grega, Stéphanos que, em aramaico é denominado Kelil, com o significado de “coroa”. A coroa, por sinal, é o seu símbolo, representando o martírio dos primeiros cristãos no Império Romano, recordando também o fato de se tratar do primeiro dos cristãos a entregar sua vida pela própria fé.

A história de Santo Estevão

Santo Estevão é personagem do Novo Testamento, aparecendo nos Atos dos Apóstolos, nos capítulos 6 e 7. De acordo com o livro, havia reclamações por parte dos judeus que falavam grego contra os judeus que falavam hebraico, uma vez que isso fazia com que as viúvas destes últimos estavam sendo deixadas de lado na distribuição diária de alimentos entre as primeiras comunidades cristãs.

Para evitar as falhas na caridade nessas comunidades, os apóstolos convocaram os discípulos que fizeram a proposta de formar uma comissão de sete homens, que tivessem sabedoria e que fossem plenos do Espírito Santo. Esses homens deveriam se incumbir da distribuição dos alimentos.

Estevão, embora ainda bastante jovem, estava entre os escolhidos e foi colocado junto aos apóstolos, recebendo a imposição das mãos depois de longas orações.

Seu nome passa a indicação de que Estevão fosse um judeu helenizado, isto é, educado segundo os costumes gregos, entendendo-se também que fosse benquisto na comunidade em que vivia, tendo sempre bons testemunhos a favor de sua caridade e de sua religiosidade.

A tradição dá conta de que Estevão gostava mesmo era do serviço da palavra, tendo sempre pessoas que o queriam ouvir, não conseguindo, no entanto, fazer frente à sua sabedoria e, de acordo com o Atos dos Apóstolos, “ao espírito que falava através dele”. Embora sem relatar detalhes, o Novo Testamento afirma que Estevão era “cheio de graça e de poder” e que realizava “grandes portentos e sinais entre o povo”.

Santo Estevão carrega a honra de ter sido um dos sete primeiros diáconos da igreja que estava nascendo, tendo sido nomeado alguns anos após a morte e ressurreição de Cristo, pregando seus ensinamentos e conseguindo converter tanto judeus quanto os chamados “gentios”, pessoas de outras raças.

Estevão era um cristão que pertencia ao grupo dos que pregavam mensagens mais radicais, um grupo conhecido como “helenistas”, em razão de seus nomes gregos e de sua educação na cultura helênica, tendo se separado do grupo dos 12 apóstolos originais.

Sendo um dos integrantes do grupo dos sete diáconos e com a crescente mobilização dos cristãos, Estevão foi detido pelas autoridades e levado ao Sinédrio, a assembleia suprema de Jerusalém, sendo condenado por blasfêmia e sentenciado ao apedrejamento.

Entre os que assistiram sua execução, de acordo com a tradição, estava também Saulo, que viria a ser Paulo, numa época em que, ainda não convertido ao cristianismo, dedicava-se a perseguir os cristãos.

Para Santo Agostinho, doutor da Igreja, a conversão de Saulo foi consequência das orações de Santo Estevão. Agostinho deixou escrito que “se Estevão não orasse, a Igreja não teria Paulo”.

Mesmo citado no Novo Testamento, o túmulo de Estevão ficou perdido nos primeiros séculos do cristianismo, até que, no ano de 415, um padre de nome Luciano teria tido uma revelação em sonhos de onde se encontrava o seu túmulo, na povoação de Caphar Gamala, a poucos quilômetros ao norte de Jerusalém.

Pela história, diversos milagres foram atribuídos a Santo Estevão e, atualmente, seu culto encontra-se associado à festa nas aldeias de Trás-os-Montes, em Portugal, integrando o ciclo de festividades do solstício de inverno, entre 24 de dezembro e 6 de janeiro, festas que, antes do cristianismo, eram dedicadas ao culto solar, num ritual que ainda preserva as máscaras tradicionais portuguesas, os caretos.

Santo Estevão é bastante popular nos países latinos da Europa, especialmente Espanha, Itália e Portugal e, no Brasil, além de igrejas e capelas, possui sete paróquias em sua homenagem e uma cidade no interior da Bahia. 




Outras Datas Comemorativas

30
Setembro - Dia Mundial do Tradutor
21
Abril - Dia do Têxtil
2
Dezembro - Dia de Santa Bibiana

CalendárioBr 2017 - todos os direitos reservados


X

Receba grátis semanalmente em seu e-mail um resumo com as datas mais importantes. CalendárioBr, cadastre-se!


Agora não, obrigado!